top of page

MAESTRO

Maestro Jean Reis
Festival Música nas Montanhas
Ho Chi Min (Saigon) - Vietnã
.
.
.
Festival Música na Serra
Festival Música nas Montanhas
Jean e Sonido de l'alma gaucha FIMP
FIMMA - Ensaio aberto
Música na Serrra
.
.
.
.
.
.
FIMP
.
MUNASP
.
FIMP 2015 Orquestra
Música nas Montanhas 2015
Orquestra Eleazar de Carvalho
.
.
Sinfonia Cultura
.
.
Coral-Música na Serra
.
.
Comendador
Jean e Bianca-Prefeito P. Caldas
Orquestra Infanto Juvenil Campinas
.
.
FIMP
FRANÇOIS RABBAT
.
.
.
.
.
.
.

Jean Reis é Mestre em Música pela Andrews University e University of Redlands em Regência Orquestral e Violino. Sua formação inclui estudos com os maestros Zvonimir Hacko, Marvin Rabin, Jon Robertson, Keith Igarashi, Eleazar de Carvalho e Jeff Rickard (regência coral). Seus professores de violino foram Germano Streithorst, Berenice C. Liedke, Erich Leheninger, Audino Nunes e Lyndon Taylor. 

 

Esteve à frente da Orquestra Arpeggione (Áustria), Mont Blanc Chamber Orchestra (França), Banda Sinfônica da Cidade de Buenos Aires, Northwest Florida Symphony Orchestra,  Sinfonia Gulf Coast, Orquestra Sinfonia Cultura, Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo, Orquestra de Câmara Eleazar de Carvalho, Orquestra Sinfônica de Campinas, University of North Dakota String Orchestra, University City Symphony em Missouri, Ho Chi Minh City Ballet Symphony Orchestra and Opera (HBSO - Vietnã)  e  o concerto de abertura do Premier Orchestral Institute em Jackson nos EUA. Junto a Northwest Florida Ballet regeu récitas do Ballet Quebra Nozes. Regendo a Symphony of Americas, estreou mundialmente a Sinfonia Brasileira de Arthur Barbosa e o Concerto para Piano e Orquestra de Guilherme Bernstein Seixas no Broward Center em Fort Lauderdale.  Estreou o Concerto para Violino e Orquestra de Arthur Barbosa junto a University of Southern Mississippi Symphony Orchestra onde atuou como maestro assistente tendo possibilitado vários jovens músicos brasileiros a continuarem seus estudos nos EUA.

 

À frente da Orquestra Filarmonica de Mendoza regeu concertos sinfônicos e a ópera Don Giovanni de Mozart. Nos USA regeu a Missa da Coroação de Mozart com a University of New Mexico Symphony Orchestra and Choir. Durante seus estudos foi maestro do coros da Igreja Presbiteriana de Yucaipa na California e Cassopolis em Michigan. Foi diretor musical e maestro do grupo de música antiga Early Music Ensemble da Andrews University onde também regeu o Andrews University Summer Choir e Andrews University Summer Orchestra.

 

Foi violinista das principais orquestras de São Paulo, incluindo a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo e Orquestra Jazz Sinfônica do Estado de São Paulo. Nos EUA integrou a Riverside Symphony Orchestra, Riverside Opera Orchestra, Redlands Symphony Orchestra, Redlands Bowl Symphony Orchestra, Mississippi Symphony Orchestra, Meridian Symphony Orchestra and Gulf Port Symphony Orchestra.  Foi professor de violino e prática de orquestra na Universidade Livre de Música e  ACARTE. Como violinista do Quarteto Paulista de Cordas, apresentou-se nas principais salas de concerto no Brasil, EUA e Europa. Atuou como segundo maestro e violinista dos musicais A Bela e a Fera e Chicago (Broadway & Disney) em São Paulo numa produção da CIE Brasil.

 

Maestro convidado do Hot Music Festival em Arkansas em 2009, gravou o Concerto para Violoncelo e Orquestra de Alan Shulman interpretado pelo Cellista Wesley Baldwin.  Foi maestro convidado no The Nacional Music Festival nos EUA e Espressivo  Music Festival na República de Montenegro. Por dois anos foi convidado da  Ecole Normale de Musique de Paris a compor a banca para concessão de Diploma de Concertista da classe de Violino.

Jean Reis tem atuado como  Diretor Artístico e idealizador de mais de 70 Festivais de Música no Brasil, dentre eles,  Festival Internacional de Canto de Curitiba (FICC) em 2015 e Festival de Ópera do Paraná em 2016-2017, Diretor Artístico e maestro do Festival Internacional de Música de Maranguape em 2013, Festival Internacional de Música de Maringá  (FIMMA) em 2015 e 2016, Festival Internacional de Canto e Cordas de Aracajú (FICCA) em 2016, Festival Internacional de Música do UNASP-SP (MUNASP) de 2013 a 2017, Festival 3 Nações (Foz do Iguaçu-PR) em 2017, Brasil Instrumental Andradas (BIA) de 2006 a 2017, Festival Internacional Música no Pampa (FIMP) de 2010 a 2020, Festival Internacional de Música de Bauru (FIMUB) e 2019 e 2020 e Festival Internacional de Música de Ivoti (RS) em 2018 e 2022. ​

Maestro Jean Reis foi agraciado com  o título de  Cidadão Poços Caldense por sua atuação na cultura e Comendador com a medalha Don Pedro II durante as comemorações de 150 anos da cidade. Recebeu da Sociedade Brasileira de Artes, Cultura e Ensino a Ordem do Mérito Cultural "Carlos Gomes" no grau de Comendador, a mais alta distinção honorífica concedida, pelos seus méritos em favor da música. Foi homenageado com a Medalha Cinquentenário da Forças de Paz do Brasil, outorgada pela Associação Brasileira das Forças Internacionais de Paz da ONU.

 

Jean assina a direção artística e rege as orquestras do circuito de festivais desde 2000. Em 2024 o circuito acontece em três estados brasileiros: Festival Música nas Montanhas em Poços de Caldas-MG, Festival Internacional Música no Mar de Minas em Alfenas-MG, Festival Internacional de Música Araucárias do Paraná (FESTIMAP) em Toledo-PR e Festival Internacional Música na Serra em Lages-SC.  É maestro fundador e diretor musical da Orquestra Versatilis, Orquestra Versatilis Filarmônica Mineira, violinista do Ensemble Versatilis, Trio Versatilis, Duo10 com o violonista Felipe Coelho, Duo Versatilis com a pianista Maria José Carrasqueira e DuoAR com o pianista Flávio Augusto.

bottom of page